0

Enter your keyword

‘Ele vai escolher quando crescer’, diz mãe sobre gênero do filho …

‘Ele vai escolher quando crescer’, diz mãe sobre gênero do filho …

"...fomos à ginecologista e eu já cheguei perguntando se dava para abortar"

Mãe de um menino, Ana Paula Siewerdt, 37, conta como o filho Gael, de 1 ano e 7 meses, é confundido com menina por usar roupas e acessórios como calça saruel, chapéu, turbante e sandália. A jornalista afirma que ela e o marido, o psicólogo Anderson Martiniano de Souza, 43, criam o filho para ser livre de preconceitos. Neste depoimento, Ana Paula diz que Gael vai escolher o seu gênero quando crescer e, caso seja trans, terá o apoio dos pais

 

Com uma viagem marcada para o deserto do Atacama, marquei um check-up e uns exames ginecológicos. Ao fazer o ultrassom transvaginal, a médica do laboratório disse: ‘Eu não posso realizar esse procedimento’. Eu questionei: ‘Como assim?’. Ela respondeu: ‘Tem um bebê enorme aí dentro, provavelmente de uns quatro meses’. Desesperada, eu chamei ela de louca e levantei da maca com o aparelho e tudo, só lembro de ter dito: ‘Eu não posso estar grávida, eu não quero ter filho, isso não é verdade’.

Ao contar a notícia para o Anderson, fomos à ginecologista e eu já cheguei perguntando se dava para abortar. Ela disse que não me aconselharia, porque eu correria risco de morrer. No dia seguinte, fizemos o ultrassom e descobrimos que era menino. Achei bom. Ser mãe de menina deve ser difícil, mulher sofre muito preconceito.

Jornalista, camisa do che… “gender free” …. e abortista. Retrato da esquerda brasileira.

I don’t want to live in this planet anymore

fonte do câncer com o resto da loucura desta pessoa que sequer deveria ter nascido, mas está aí no mundo estragando a vida dos filhos e distribuindo câncer “gratuito” através da própria estupidez:   via Uol.com

Comments

comments

Advertisment ad adsense adlogger